sábado, 14 de agosto de 2010

Reflexão repleta de indignação

Não vou julgar o mérito da pessoa, mas as circunstâncias em si! Vamos lá:

Como uma empresa que se diz séria e com parâmetros tão bem definidos de promoção pode permitir que pessoas sejam escolhidas apenas por serem filhas, filhos, sobrinhos, sobrinhas, amigos, amigas, enteado, afilhado e por aí vai de algum outro funcionário da mesma empresa??? Como pode ser possível que esta pessoa "promovida" consiga se olhar no espelho e sentir orgulho de si mesma, de vibrar por ter sido escolhida após uma seleção tão difícil???

Eu sinceramente ficaria envergonhada!

Acho que há uma diferença bem sutil entre recomendação (se eu conheço alguém da empresa, esse alguém pode falar bem de mim certo? Nisso eu não vejo nada de errado!) e imposição - o que faz as membros do processo seletivo pensaram "Temos que escolher fulano/fulana porque é parente de alguém"

Aff... Isso desmotiva e desanima qualquer um!!

Espero que quando chegar a minha vez as coisas acontecem de forma mais clara e transparente! Porque eu sei que mereço e posso ser reconhecida pela minha capacidade e por meu próprio mérito!

3 comentários:

Fernanda disse...

oie querida...
vim te convidar pra juntar dominarmos o mundo... mas sem indicação de ninguém... afinal eu sei que nós somos capazes....
beijos

♥ Mamãe da Ana Luiza ♥ disse...

Amigaaa, essa empresa merece que vc divulgue o nome! que vergonha!

***GrAzI disse...

Fernanda: com certeza somos capazes!! Pode deixar que sou o Pinky! rsrs

Kelly: é uma vergonha mesmo! Mas melhor não citar nomes... rsrs